terça-feira, 25 de maio de 2010

Eu queria....


Eu queria mesmo saber o que se passa aqui dentro.
Queria que soubesses que está tudo bem, mesmo que não esteja. Ou esteja, não sei...

Espero respostas que talvez nunca cheguem, espero boas notícias. Espero uma carta. Um telefonema. Uma surpresa. Espero.
Queria uma tela...totalmente branca, para jorrar tintas de todas as cores e ver qualquer coisa a se formar. Um homem, uma mulher, uma praça, uma flor, um céu. Queria sentir o vazio a ganhar cor. Colorir.
A ganhar vida e transmitindo alegria.
E depois deitar, sem pensar em nada.

1 comentário:

Vera disse...

Bem, eu também espero, neste momento. Beijo.