quinta-feira, 13 de maio de 2010





Hoje, deixei a fraqueza se apoderar de mim. Tenho medo. Medo que não largue o meu corpo.

Hoje, não fui tão forte como desejaria. E deixei meus olhos soltarem as lágrimas que tão trémulas escorreram pelo meu rosto.

Hoje, e talvez pela primeira vez, falei sobre o que sentia a alguém. Tinha o sabor de um apelo desesperado, e desabafo inquieto. O alívio soltou-se por minutos. Mas a tristeza voltou sem demora.

2 comentários:

Lu! disse...

Coragem linda.

Desabafar faz bem.

Beijinhos

O Toninho disse...

Ola,
Passei por aqui através do blogue da Lu e gostei do teu blogue de certa forma achei-te parecida comigo, ao ler o que escreves revejo-me em algumas coisas.
Vou passar a ficar atento ao que escreves.
bom fim de semana