segunda-feira, 30 de agosto de 2010



Tentar desfazer o emaranhado de emoções e sentimentos conflitantes é uma tarefa árdua. Equilibrar as ambições da mente e os anseios do coração é tarefa estafante. Ouvir os desejos da carne e as aspirações da alma e ter que optar, é sufocante. Porém, a visão se tornará límpida quando este duelo terminar e o equilíbrio das escolhas tornar-se possível, através do olhar... através do tocar... através de nossas mão... para isso faz-se necessário despir o véu do conformismo e reaver o domínio da consciência , ai sim, ver-se livre de todos estes males que aflige nossas almas.

Sem comentários: