sexta-feira, 30 de abril de 2010

Moleza...


pois é...o meu fim-de-semana vai ser feito de moleza e muito sono!

Mas só para vos informar que tenho novidades para amanha (sabado).
E agora roam-se de curiosidade hehehe



Bom Fim-de-Semana a toooodos :)

Acordei e é um novo dia, a lua perdeu-se de novo na noite passada.
Eu ouvi a minha própria dor na voz enquanto falava,
Eu só queria saber se estava segura, nunca vou querer perder o meu amor.
Não é justo como és, lembra-te quando disseste que gostavas de mim.
Oh por favor, tu sabes o que eu quero, se queres fazê-lo como deve ser, fá-lo.
Fiquei acordada até às 4 da manhã e as lágrimas não paravam de cair,
o que estivemos a fazer neste tempo?
Partes de mim ainda acreditam quando tu dizes que podemos encontrar um caminho certo, mas... Nos tentamos tudo o que poderíamos ter tentado, por isso é melhor dizer Adeus para sempre!

quarta-feira, 28 de abril de 2010


Quantos dilemas, que a minha cabeça frita. Fico triste, fico feliz, fico triste, fico feliz, fico triste, fico feliz. Isso cansa! Desde sexta senti cinco mil coisas diferentes, incluindo "nada". Esse sentir nada causa-me medo, porque é o limbo, e o limbo, não é o céu, nem o inferno, nem o purgatório, nem a vida.

Não estou no limbo o tempo todo... andei por lá, assim como nos outros lugares, por isso estou tão cansada. Viajar cansa.

terça-feira, 27 de abril de 2010

Frase do dia...



"O falso amigo e a sombra só nos acompanham quando o sol brilha."
(Benjamin Franklin)



Ps: gostava de ser imune a certas coisas.

segunda-feira, 26 de abril de 2010

Mentiiira.



Recentemente falou-se num tema muito interessante. Um debate sobre a mentira. Eu sou contra mentir, muito contra.
Mas quero esclarecer uma coisa: quem diz a verdade não o faz porque é muito porreiro e não quer enganar ninguém. Não mente porque não quer correr o risco de ser apanhado e ter que usar a criatividade para inventar as mil outras mentiras para sustentar aquela primeira. Não mente, porque sentiria vergonha no caso de ser apanhado (aí sim, isso seria um traço virtuoso, afinal, vergonha e pó compacto sempre caem bem na cara) e também não mente porque é bizarramente egoísta e, não se importa com o que o sujeito que ouve a verdade vai sentir, visa seu bem-estar da consciência limpa.

Então é isso, não é “comovente” estar diante de pessoas que não mentem, o que eu quero ver é gente que não faz cagada, aí sim, talvez eu me impressione.

domingo, 25 de abril de 2010

Nem tudo o que parece é.




Did you see that comming? me neither.



Ps: desculpem a falta de traduçao do video

quinta-feira, 22 de abril de 2010

O que uma mulher quer?


Nem eu que sou mulher sei.

Mas afinal, o que queremos? De quem? pra quem ? pra quê ? por quanto tempo ? De mim? De nós? De todos ? dela mesma ? Perguntas assim são quase que indecifráveis, são incontroláveis, intermináveis. A verdade é que… A mulher não quer nada ! Não quer um amor eterno ! Não quer um marido perfeito ! Não quer reluzir diariamente ! Não quer fantasiar segredos ! Não quer discutir a relação ! Não quer um amigo cavalheiro ! Não quer sentir-se a mulher mais feliz do planeta ! Não quer descobrir que envelhece ! Não quer não querer ! Ou se calhar quer...

Ei!!! Mas isso não depende do dia da semana/mês?
Ou do tempo?
Ou dos kgs que a balança aponta?
Ou da conta bancária?

Tentar limitar e definir o que uma mulher quer é reduzir um universo inteiro de possibilidades a um frustrante palito de fósforos.

E se falássemos sobre o que um homem quer... mudaria alguma coisa?

(sem comentários sexistas, por favor)

quarta-feira, 21 de abril de 2010

Estou a ler...



"Eternidade - Os imortais" ou em inglês "Evermore" de Alyson Nöel.
Comecei a lê-lo ontem e ja o devorei até ao fim. Sem dúvida que adorei e estou desejosa para que saia o segundo livro da saga em Portugal!

Para saberes mais sobre este livro vê o video abaixo


Por vezes a minha dor é esmagadora, e embora compreenda que nunca mais nos voltaremos a ver, há uma parte de mim que quer agarrar-se a ti para sempre. Seria mais fácil para mim fazer isso porque amar outra pessoa pode diminuir as recordações que tenho de ti. No entanto, este é o paradoxo: Embora sinta muitíssimo a tua falta, é por tua causa que não temo o futuro. Porque foste capaz de te apaixonar por mim, deste-me esperança. Ensinaste-me que é possível seguir em frente com as nossas vidas, por mais terrível que tenha sido a nossa dor. E à tua maneira, fizeste-me acreditar que o verdadeiro amor não pode ser negado

terça-feira, 20 de abril de 2010

Errar é humano!





Pois é...todos nós erramos.Temos que entender isso. Deixe-mos de ser orgulhosos/masoquistas e saber perdoar. Tanto aos outros como a nós mesmos. Tudo isto é um ciclo que nunca acaba. Erra-mos, arrependemo-nos e por fim aprendemos a lição (embora nem sempre). E assim sucessivamente. Não é fácil perdoar, mas se escolhemos viver nos erros que comete-mos ou que nos fizeram não saímos de onde estamos. Não é verdade?

quarta-feira, 14 de abril de 2010

Ramos de flores e outras coisas mais

Há uma coisa que me tira do sério. Porque que raio é que quando uma gaja tem um ramo de flores na mão vem logo uma porrada de gente
-Ah não sabia que tinhas namorado!
-Que giro. Quem te deu??

O que me irrita solenemente! E desde quando é que um ramo na mao significa compromisso ? E quem disse que me deram ? Para não falar que ao andar com um raminho na rua, põe logo tooooda a gente a olhar, e a perseguir os teus movimentos , observando as tais flores!

Para a próxima ofereço um disco de vinil dos anos 80 á minha mãe! Para além de dar menos trabalho ao menos não passamos por questionários intimistas.

E já agora…Parabéns Mãe :)

terça-feira, 13 de abril de 2010

Uma relação obscena: A Mulher e sua vaidade


Tenho uma optima relaçao com a minha avó. Ela sabem ser crítica mas de uma maneira boazinha... ou seja ela analisa tudo ao pormenor, prós e contras para depois poder dar a sua opinião e claro está, conseguir defender a sua forma de "ver" as coisas, Tal como eu =D

Então no outro dia tavamos a conversar e veio á baila o tema “As mulheres” (huuuuuu) reclamou que hoje em dia as mulheres eram todas bonitas, mas bonitas-falsas. Que hoje em dia era só peitudas com bom silicone, que a magra era aquela que fez lipoaspiração e a de cabelo liso era aquela que fazia chapinha (uma coisinha muito útil para esticar o cabelo em casa).

Por um lado, eu concordo . Hoje em dia, muita gaja é bonita só na base da maquilhagem e da chapinha. Mas por outro acho que QUALQUER pessoa deve se arranjar, deve ser vaidosa, e ter gosto em cuidar de si mesmas (mas sem exageros).

Agora, a pergunta é: Por que as mulheres são tão obcecadas por questões como cabelo e maquilhagem? Eu respondo porque, finalmente, essa pergunta eu sei a resposta. Não é pelos homens. Todas as mulheres sabem (ou deveriam saber) que os homens não ligam se o teu cabelo está mais curto do que devia ou se tem pontas espigadas (coisa que a maioria dos homens não sabe o que é) (!). Toooda as mulheres com mais de 10 anos de idade sabe que o que o homem vê é o peito, o rabo e as pernas. Então para que é que nos arranja-mos pá?
10 % das mulheres arranjam-se "pra se sentir bem". (o que acho optimo) Mas e o resto??
O que fazem os 80% das mulheres ??? É Fácil !! 80% Das mulheres arranjam-se para as outras mulheres.
Eu sei bem como é.

Não concordam? Então porque é que escolhe-mos um vestido diferente pra cada festa? Porque os homens vão perceber e vão te achar feia? Porque te vais sentir mal com aquele vestido maravilhoso de seda que usas-te na última festa? Ou porque as tuas amigas mais maldosas vão secretamente comentar sobre o fato de que usas-te um vestido repetido? Ah, pois é.

As mulheres se inspiram no que as mulheres pensam, ao invés do que os homens pensam. Parem lá pra pensar nisso por um momento. Não é verdade? Estou errada? (dêem a vossa opinião )

Mas eu tenho que admitir…sou vaidosa. E não acho crime. =D

sábado, 10 de abril de 2010

Glee!



Glee, é mais uma serie da Fox. Confesso que nunca tinha assitido (apesar de ser viciada na fox).
Ja me tinham falado muito bem desta serie (foi nomeada para melhor serie) e entao decidi ver.
Eu detesto começar a ver series/filmes a meio, por isso esperei que estreasse na tvi. (ok é estúpido mas digam lá que nao faz sentido hun?)

Fofa, nao 'tas nada "in"

Algo que me irrita muito nos últimos tempos é o facto de algumas pessoas simplesmente não aceitarem que eu não gosto de certas coisas simplesmente porque elas são MÁS. Confuso? Eu explico.

Pra começar: pessoas "famosas". E pela palavra entre as aspas, eu quero dizer "aquelas pessoas que todas as adolescentes viciadas em Twilight de doze anos sabe perfeitamente quem é, mas os seus pais nunca ouviram falar na vida". Meu Deus, ai de mim quando descobriram que eu não vi o Crepúsculo (sendo que eu li os livros mas não os filmes)! E quando eu disse "Acho que o Robert Pattinson... Não é nada", toda agente (okaaaaay, não toda gente, mas uma porrada de gente, principalmente desconhecidos) chegou a conclusão de que eu tenho INVEJA, porque eles são famosos, estão conquistando o meu espaço, tem fãs tem um futuro estrelado pela frente, tem influência e são "alguém".


E depois há aqueles motherfuckers (é mesmo assim) que se surpreendem por não gostares das coisas mais in e “na moda”

- O que? Não acredito que não vis-te o novo filme do (insira um nome iraniano que nem Deus conhece).
- É, não é.
- E nunca lês-te (insira o nome de um romancista russo que se matou aos 26 anos)?
-Pois.
- Pensei que tivesses mais cultura.
- E eu nunca pensei que fosses tão javardo/a. A gente surpreende-se na vida, não é?

Não tenho muita paciência.

Halle Berry. Ou ela é a tua diva, ou és um racista e deverias ter vergonha da tua existência medíocre.

Lady Gaga. Ou a amas, a idolatras, ou tens medo do novo e deverias saber mais as tendência da moda.

Amy Winehouse. Ou te inspiras nela ou não tens coração por não teres pena dos drogados. (sem ofensa á mulherzinha que por acaso canta muito bem)

Pois eu vou começar uma nova mania. É uma coisa bem simples: ou me amas, idolatras, segues-me no Twitter e adicionas-me no facebook, ou és um/a imbecil.

Na verdade, já te acho imbecil por teres lido até aqui. Mas isso é contigo. (nao levem tão aserio. Estou só a brincar.)

sexta-feira, 9 de abril de 2010

Morre malvada!!

Já pararam pra ver o jornal quando morre alguém? Ou seja, todos os dias? É que…

SÓ MORRE GENTE BOA!

Podes ver o jornal. Sempre que morre alguém, vai ter quinze pessoas a dizer:
-Óóóóóh, ele era uma pessoa tão boa...
- Ah, ele era tão trabalhador, tão bom pra família...
-Ai coitadinho, ele não merecia…
Ou seja, só morre gente boa no mundo. Nunca iremos ver, por exemplo...
- Ah, ele era um vagabundo. Sabe? Não trabalhava, ... Olhe foi tarde.
- Aii, meu senhor, isso aí? Não vale o que o gato enterra!
- Ah, isso. Ainda bem que morreu.

Não sei, realmente, se isso é manipulação da televisão para parecer que a dita pessoa que morreu era porreira. Não sei se é aquela hipocrisia das pessoas de que, depois que alguém morre, toda a gente merece ser perdoado e virar santo. Pode ser uma conspiração. Pode ser o apocalipse !!!

“E porque?” Perguntam vocês:
É que isso faz-me pensar: "pá, se só morre pessoas boas, eu vou é ser malvada!", e aposto que isso aparece na cabeça de muita gente; por isso é que é só gente imprestável viva por aí.
Por isso que quando alguém que realmente não presta morre, toda a gente desconfia.

Som de uma vida...a minha vida!

Se fosse escolher um som para minha vida, escolheria o som de um piano...
Triste e sensual, leve mas tocante, como os pingos da chuva.
Porque escuto este som nos momentos mais significantes da minha existência...
Meu pequeno piano, desafinado pela falta de alguém tocar, abandonado em sua essência ...
Se eu pensasse... arriscasse mais... talvez conseguisse transformar as minhas gotas de chuva no som de um piano, com a cor preto e branco do teclado, que transparece a minha tristeza.
Ouvindo o som desaparecer e voltar, Batendo ao mesmo ritmo que o meu coração ...

E o piano numa queixa solitária, Se transformaria nesta linda melodia...


quinta-feira, 8 de abril de 2010

É que não há paciência....



Não é que admire a Lady Gaga mas ás vezes apetece mesmo dedicar aquela musica "telephone" a certas pessoas que eu cá sei!!


"stop calling, stop calling...lalalala"






Haja paciência!

descobre-se cada coisa...

Li num site que a depressão vai ser a doença mais comum em 2030, podendo ultrapassar a sida e até o cancro! é um bocado assustador...


mas será???? acho que vai é acontecer mais cedo!

terça-feira, 6 de abril de 2010

Sentido de defesa


Sempre tive tendência a ser simpática para toda a gente. E quando digo toda a gente refiro-me mesmo a tooooda a gente, quer seja inimigos,colegas, ou o que quiserem. Ou seja...nunca fui de "gritar" ou responder mal a alguém mesmo que esse alguém o faça a mim. Apenas costumava ficar calada, e as vezes até pedia desculpa, mesmo que nao tenha feito nada. Com isto, não quer dizer, que me esteja a gabar de "ai que boazinha que eu sou". Nada disso. Mas desde que me conheço, que nunca tive "coragem" (digamos assim) para responder ou defender-me. Mas eu cresci, e felizmente já nao sou assim, nao me perguntem como, mas acho que faz parte da vida. Aprender-mos com os outros e até mesmo com erros. Acreditem, que não é nada agradavel, sentir receio de pelavras, e não conseguir, dizer uma "ai" em defesa. Hoje considero-me mais forte. Mas não tanto como desejaria.
bem..chegou a hora. já a muito que tinha isto como objectivo e por falta de tempo e talvez até um pouquinho de preguiça, não o realizei. Mas como sempre quis realizar os meus sonhos (óóóhhhh que giro) achei que era um bom pretexto para começar a escrever um blog. Entao, aqui estou eu a escrever o meu primeiro post pronta para entrar no mundo dos blogs. yupiii??