terça-feira, 11 de janeiro de 2011


Quem vive comigo sabe. Quem convive comigo sente. Eu amo poucos… Mas esses poucos, podem apostar, amo muito.

Com toda certeza do mundo.

Sem comentários: