domingo, 15 de maio de 2011


Feliz mesmo.... és tu, que consegues ferir e não te importares. Feliz és tu que consegues ser falso e nunca te arrependeres. Feliz és tu, pelo simples facto de te fazeres de vítima e ter idiotas coitados no teu pé. Feliz és tu, por eu te amar com todas as forças e nunca te abandonar. Feliz és tu, que mentes até sair veneno dos teus lábios e sem te engasgares. E eu espero que continues a ser feliz, espero mesmo! Mas faz isso bem longe de mim.

1 comentário:

Martini Bianco disse...

Boa atitude, mas é preciso firmeza para mantê-la.