terça-feira, 14 de junho de 2011

Á noite, havia ido dormir com uma ansiedade estranha, não sabia ao certo ao que isso se devia. Acordei então, com a mesma sensação, porém retorcida com um aperto no peito. O que isso significaria? Algo de bom ou de mau está por vir? Só restava esperar. Novamente essa palavra! Tão usada no meu vocabulário ultimamente. Não posso dizer que não tenha crescido em diferentes aspectos nestes últimos meses. Mas quão dolorido é o crescimento!

Sem comentários: