quinta-feira, 27 de janeiro de 2011


Sou apaixonada por abraços. Não resisto a segurança de abraços fortes, sinceros que me envolvem e sinto como se um choque de esperança me fizesse ver as coisas de outra maneira. Então, poupa as palavras pra me agradar, de algo que me faça sorrir e sentir-me melhor… Apenas abraça-me, e segura-me bem forte.

domingo, 23 de janeiro de 2011

Se eu sou ciumenta?

confissão #2

I stare at you when you're not looking.

Quando eu me magouo. Quando eu realmente me magouo, alguma coisa dentro de mim apenas se fecha. Alguma coisa fecha-se para mim,fecha-se para sentimentos, mas queres saber o pior? Eu fecho-me para o mundo

quinta-feira, 20 de janeiro de 2011


Nesta tarde de céu nublado e vento frio, penso em ti.
Assim como penso em todas as outras tardes e manhãs e noites, seja frio ou calor. Acontece que, hoje, algo diferente aconteceu, não que nunca tenha acontecido. Mas às vezes a dor consome-me de forma tão total, tão definitiva que me pergunto se poderei suportar outro golpe, mesmo que um só. E essa dor, esse golpe, é a tua ausência da verdade para comigo.

Talvez a noite de hoje seja tão doce e memorável quanto aquelas outras em que estive contigo, talvez seja apenas a escuridão. Talvez seja apenas a tua ausência.

Ouço músicas que são tão minhas quanto tuas e sorrio em silêncio. Lembras-te? quando toca no rádio, e nós cantamos juntos! A fazer caretas e gestos dramáticos. Depois troca-mos olhares. Ri-mos. Ri-mos do que somos. Porque só nos sabemos como fugimos á rotina dos outros casais. Por isso somos tão diferentes. Somos os melhores. Porque somos nós.

Mas mais tarde estarei nos teus braços e direi o quanto senti a tua falta: muito mais do que eu posso afirmar. E tu sabes, tu sabes tão bem quanto eu.

terça-feira, 18 de janeiro de 2011

ataques de pânico...


já algumas vez ouviram falar? pois é...eu não sabia o que era até á uns meses atras e ainda hoje nao sei descrever tremendo mal-estar. Só sei que são cada vez mais frequentes! e agora nem aqueles comprimidos em sos me salvam.

*Medo*

sexta-feira, 14 de janeiro de 2011

se eu pudesse falar...


Carta aos humanos: “Fui criado pelo mesmo Deus que tu. Sinto frio, fome, sede, medo, dor, assim como tu. Por favor, não me uses como brinquedo, não me exponhas ao ridículo, não me humilhes, não me maltrates e nem abuses de mim. Tudo o que quero é a tua amizade e carinho. Não peço que gostes de mim, mas somente que me respeites. Olha nos meus olhos e depois olha nos teus e verás como somos parecidos. No meu olhar podes ver doçura, alegria, tristeza, desespero, amor ou sofrimento, e isso eu também posso ver no teu olhar! Por capricho do nosso criador, não posso falar e nem me defender da brutalidade e crueldade dos seus semelhantes, mas se eu pudesse falar agora, diria a todos que eu também mereço viver e sou digno de respeito, assim como Tu..."

quinta-feira, 13 de janeiro de 2011


Hoje em dia, meninas de 9 anos, sonham com o dia em que se vão casar; meninas de 13 anos estão num hospital dando à luz um filho; prostitutas tem 15 anos; raparigas de 14 anos dormem fora de casa em alguma rua por ai, e só dão notícias 3 dias depois; filhos matam os pais porque querem a herança; corações são partidos por gringos que só se importam em quantas conseguem pegar em uma noite; lágrimas são derramadas por crianças. Não é a juventude que está corrompida. É o mundo. É a educação.

terça-feira, 11 de janeiro de 2011


Quem vive comigo sabe. Quem convive comigo sente. Eu amo poucos… Mas esses poucos, podem apostar, amo muito.

Com toda certeza do mundo.

segunda-feira, 10 de janeiro de 2011


O mundo é dividido em quatro tipos de pessoas:

1º- Pessoas idiotas; 2º- Pessoas que seguem e concordam com as asneiras do primeiro tipo de pessoas por acharem que elas são melhores, o que as tornam mais idiotas; 3º- Pessoas que tem a sua própria maneira de pensar e não ligam para os outros dois tipos; 4º- Pessoas que não sabem o que querem.

Como o mundo julga essas pessoas:

1º- Os melhores, salvadores da humanidade; 2º- Os bons, que seguem os melhores e sonham em ser um deles; 3º- Os rebeldes, que fazem o que querem, sem mudar por causa dos outros (porque, claro, isso é um crime na cabeça da sociedade); 4º- Os indecisos, que não alteram nada.

O que eu, na minha humilde e insignificante opinião, penso sobre eles:

1º- Os hipócritas; 2º- Os iludidos; 3º- Os que ainda dão alguma esperança no futuro, porque fazem algo a respeito, ao invés de ficarem parados a espera de acontecer um milagre; 4º- Aqueles que não tem a mínima idéia do que fazer com a vida.

Está em cada sorriso, em cada olhar, em cada abraço, em cada beijo, em cada carinho, em cada toque, em cada gesto ou acto, em cada riso, em cada partícula do meu corpo, em cada batida do meu coração, em cada coisa que eu faço, está mais do que evidente do quanto eu te amo, do quanto eu te quero bem, e do quanto eu desejo que seja só nós dois daqui pra frente. E vai ser. :)

sábado, 8 de janeiro de 2011


O que realmente importa é nunca perder esse brilho nos olhos e o entusiasmo pela vida.

sexta-feira, 7 de janeiro de 2011

confissão nº1#


Quando eu estou no carro e uma música triste começa a tocar no rádio, eu encaro a vista pela janela agindo como se fosse um filme.

quinta-feira, 6 de janeiro de 2011


Um dia és infantil como uma criança de 5 anos, no outro reclamas como alguém que tem 60. Às vezes queres usar roupas de menininhas que tem 15 ou queres ir a lugares só para maiores de 18. A idade não é um número, é um estado de espírito, por isso, não te limites pela tua idade.

quarta-feira, 5 de janeiro de 2011


É como se a minha boca, tivesse sido desenhada para a boca dele. Detalhes, tudo está nos detalhes. Adoro a maneira que ele me pega pela cintura para ficar mais perto dele, quando passo minha mão pelo seu pescoço para senti-lo meu. A minha estatura fica perfeita na altura aonde posso me aconchegar no seu pescoço e sentir seu perfume, ou as palavras lindas que me diz ao ouvido antes de tocar minha boca .

segunda-feira, 3 de janeiro de 2011


Um pouco de desprezo, um pouco de ironia, um pouco de ‘nao gosto de ti’ dito em alto e bom som a quem for, um pouco de muito eu e nada tu. Doçura demais enjoa.

sábado, 1 de janeiro de 2011

Note to self:


365 dias para realizar todas as coisas que mais quero… pra fazer o ano valer a pena.

365 dias, e só mais um ano irá passar. Em 365 dias, 12 meses, 8.760 horas. Todo fim de ano é assim, sonhos não concretizados e aquele pensamento “este ano vai ser diferente!” planos e mais planos em seus pensamentos, então para 2011 eu pedirei o seguinte para todos vocês, vamos viver mais! Não digo para viverem como se não houvesse amanhã, pois tudo que fizer-mos tudo mesmo, todas as suas escolhas vão ter conseqüências no futuro. Mas pergunto quantas coisas deixou-te de aproveitar em 2010? Talvez por que querias ficar a domir, ou no facebook, ou talvez por ninguem te chamou para fazer algo de especial? deixas te que algo especial acontecesse contigo? abris te as portas do teu coração para alguém de verdade? Ou ficas-te á espera de algo acontecer?
Nós temos essa mania parva de querer deixar o destino fazer tudo sozinho, então nesses 365 dias de 2010, nós talvez tenhamos deixado a vida nos levar sem fazer acontecer. E agora estamos a pensar que esse ano não foi lá o melhor, então para 2011 sonha e luta para realizar os teus sonhos, vive mais, prende-te menos, pensa mais com o coração e menos com a cabeça. Viaja, conhece pessoas novas, se educada com quem é educada contigo e com quem não é também, não odeies tanto as pessoas que te fizeram mal. Sorri todos os dias, pelo menos uma vez. E quando o teu mundo tiver prestes a desmoronar sorri e diz a ti mesma “Que falta de sorte, acho que preciso de começar de novo” ri dos momentos desastrosos, mas choae quando for preciso e quando o mundo de outra pessoa desmoronar, não chores com ela, abraca-a e ensina a sorrir.

tu queres tu podes, tu consegues! Não importa o tamanho dos teus sonhos ou o quanto eles são difíceis de serem realizados, o que importa é o quanto vais lutar para conseguir! Então neste ano, esquece o que os outros pensam e pensa em ti, afinal eles não podem sorrir por ti. Ousa, por que pessoas normais nunca foram lembradas. E se feliz, por que eu vou ser!