quinta-feira, 31 de março de 2011

Um dia pego numa mochila com algumas roupas, e algum dinheiro. E irei sair por aí sem rumo. Sozinha, tentando descobrir novos mundos. Novos lugares, novas pessoas, e novas diversões. Sem pensar no futuro, apenas no presente. Nunca se sabe o dia de amanhã.
1° de Abril pra que? O mundo já não era falso o suficiente?! Deviamos é fazer um Dia da Verdade, isso sim era de louvar.

quarta-feira, 30 de março de 2011


Todos os homens deveriam tratar a sua namorada como a sua mãe, e todas as mulheres deveriam tratar o seu namorado como um filho.
Porque ele nunca iria magoar a mãe,
e ela nunca iria deixar sua criança.

segunda-feira, 28 de março de 2011

Depois de várias quedas,erros, facadas nas costas, bofetadas da vida, começas a tornar-te amargo...frio. Acho que tudo isto tem uma lógica. Quando se chora muito por fora, acaba secando por dentro.

E é aí que tudo começa a mudar.

A boa parte de quando te magoam, é aparecer alguém que te levante do chão, cure as feridas e não pede nada em troca.

Eu sei que vais estar comigo, mesmo se o resto do mundo virar-me as costas.

sábado, 26 de março de 2011

É hoje...


Hoje (só por hoje) vou deixar tudo de lado! Não quero saber de mais nada senão eu mesma. Por hoje não tenho mais preocupações, a não ser divertir-me ao máximo, e deixar os problemas no passado. Acabou. Cansei de preocupar mais com os outros do que eu propia. Hoje vou fazer o que me apetecer, e ninguém me impedirá do contrário.

E que se F*da o resto!

Um pouco eu...


Sentimentos são poucos, mas com intensidade, transbordam dos olhos e do coração. Eu sou como aquela frase: “Pequena pra quem vê, gigante pra quem ama.”

quarta-feira, 23 de março de 2011


Agora percebo que perdi demasiado tempo a RElembrar memórias, que estavam mortas há muito tempo.

Preciso de te tirar da minha vida. Mas como se tira o coração do próprio corpo e continua a viver?

Eu sou uma pessoa muito intensa, se eu gosto... Eu gosto muito, muito mesmo.

"Tu matas-me cada vez que me olhas. Sempre que me beijas morro mais um bocado. Quando acabas de me abraçar já estou quase morta nos teus braços (nunca reparaste que me falta sempre a força nos joelhos para me manter de pé? Pensa.). (...)

Rasgaste-me a pele, despedaças-te os lábios, arrancaste-me o peito. Olha para isto, é só beatas e pó. E sangue. Olha o que tu (me) fizeste. Devias lavar o chão com a língua. Porco! Não me olhes mais. Já não me aguento em pé. Não tentes beijar-me. Estou cansada. E se eu abraçar a morte em vez de te abraçar a ti? Tens ciúmes? Então mata-me tu. Obrigada. Amo-te."






http://goodgirlsdontdo.blogspot.com/

terça-feira, 15 de março de 2011

Algo sobre mim?


Bem...Não sei falar baixo, não sei rir discretamente, não consigo controlar a minha raiva e sempre grito quando tento resolver algum problema.

Nada dura, nada é pra sempre. Um dia, os risos longos, os choros intermináveis, as histórias incríveis, os momentos inesquecíveis, os beijos demorados, tudo… Tudo transforma-se em lembranças. Então, se é para te lamentares por algo, que seja algo que não fizes-te. Não te arrependas, não olhes pra trás… O tempo não volta, não cede, não retrocede.
Saudade é o preço que se paga por viver momentos inesquecíveis.

domingo, 13 de março de 2011


Não desistir apesar do medo, não se abalar com o que falam, entender que a vida é feita de problemas e que eles não vão desaparecer ou diminuir se vivermos a reclamar deles, tentar entender o defeito dos outros e procurar ver os nossos...Acho que se as coisas fossem assim tão fáceis não teria tanta graça viver. Sorri, chora, erra, acerta, cai, levanta e continua a viver apesar de.

Eu sei que te amo quando percebo que mesmo quando as coisas saiem extremamente erradas e fora do previsto,continuo sem consiguir desistir ou deixar de te querer.

sábado, 12 de março de 2011

127 hours


Optimo filme, com uma grande lição de vida (e uma boa sessão de cinema)!
Aconselho a assistirem. :)

segunda-feira, 7 de março de 2011


Sinto essa necessidade enorme de cuidar de ti, e guardar-te só pra mim.

sábado, 5 de março de 2011


Freedom? where're you?

Exausta de lutar contra os propios receios. Drama...odeio drama.

Pessoas iludidas. Com pessoas idiotas. O “amo-te” está tão banalizado, que o “foda-se” consegue ser mais sincero. Realmente, não sei porque o mundo está assim. Cansei, de tentar entender os detalhes desses problemas. Cansei de me preocupar com isso. Vou apenas levar a vida, do jeito que eu quero. Fingindo que não tem problema.

quarta-feira, 2 de março de 2011


Não sou de ficar a chorar por ai, pra toda a gente ver. Quando eu choro na frente de alguém, acredita, é porque cheguei ao meu limite.

o que eu desejo hoje? Deitar na cama, fechar os olhos e não pensar em nada. Mas nada mesmo. Nenhum problema, nenhuma mágoa, nenhum sonho,nenhuma culpa. Eu quero estar completamente vazia de sentimentos antes de dormir e só fechar os olhos.sentir me um pouco livre de todo esse mal que me traz tantas noites mal dormidas.