sexta-feira, 14 de setembro de 2012

o que se ouve por aqui em repeat #2555654

Desde nova que gostava de observar tudo ao meu redor, mas dava uma especial atenção ao ser humano. Tão complexo e malicioso, cheio de artimanhas e falsos moralismos, com estranhos hábitos e sempre com palavras afiadas para oferecer. 
A ilusão dos contos de fadas foi-me desvendada muito cedo, e talvez por isso me apaixonei pela solidão....tão monótona, por vezes cansativa. Há dias que me farto dela é certo...mas acabo sempre por regressar (em cacos).

Um dia, num sussurro me disse "O que acontece aqui dentro, ninguém precisa de saber. Aliás, nem mesmo se soubessem entenderiam."
É verdade? Não entendes? 
Não entendes que os assombros, empurram-me pelo tempo de tormentos constantes. Por fora, choro sorrisos quebrados, mas por dentro, lacrimejo riachos de sangue. Não entendes que os calafrios enfeitam o meu fôlego de falhas,e que por mais que o sol me queime, o frio é interno, congela o que não se pode ver e o que não se pode tocar. Não entendes que o meu coração lateja ódio, reprime as escuridões que nego a mim mesmo pra me fingir de abajur com luzes aflitas, e negar as noites sem Lua que carrego comigo, sem cura, nas minhas cicatrizes escondidas. 

Diz-me...Será egoísmo da minha parte reclamar da vida enquanto tenho casa e comida, e muitos vivem por aí sem um teto pra se abrigar? será egoísmo da minha parte reclamar daquilo que não tenho, enquanto tenho saúde e muita gente por aí vivem em cama de hospitais e possuem motivos para reclamar e mesmo assim não reclamam? será egoísmo da minha parte falar que não tenho ânimo na vida, enquanto tenho um corpo perfeito e muitos por aí que não tem, tem muito mais forças para continuar? será egoísmo da minha parte pedir a morte, enquanto milhares lutam para viver? 

 E é aí que sinto o bafo gelado da solidão, que me diz num sussurro "Com o mal dos outros posso eu bem!" 

 É melhor ser fria, do que ser restos das cinzas de amores que vêm, incendeiam, içam-te chamas à altura do céu, e em seguida te assopram com o abandono. Deixam-te sufocado na fumaça, nas mais intimas profundidades da ilusão. Fecha-se a alma em cicatrizes, dança-se sozinho no escuro e congela-se o peito em dores… Vive, acorda, finge sorrir, mas é surrado pela solidão e chora, às vezes sem querer, por se proibir a amar.

domingo, 9 de setembro de 2012

A razão pela qual algumas pessoas acham tão difícil serem felizes é porque estão sempre a julgar o passado melhor do que foi, o presente pior do que é e o futuro melhor do que será.

domingo, 2 de setembro de 2012



O silêncio foi o único a me manter de pé até agora. Ele me sustentava com lâminas afiadas, que me tiravam gritos a cada degrau da vida. Tropecei e cai no passado, e o destino, com sua caridade imaculada, me vestiu com dois foices como muletas. E pelo rastro de sangue deixado, vê-se que sou forte, por seguir em frente sem deixar que minhas fraquezas me derrubem novamente. A dor foi-se embora, por eu ter aprendido a domá-la. Agora… nada mais pode me magoar.

sexta-feira, 31 de agosto de 2012

There was this one day

years ago, that I was really sad. I don’t remember what for, but I just remember I stayed home and slept all day. Because I didn’t want to leave my house And being awake, Or alive, for that matter, didn’t feel worth it. But I also realized at that moment that everyone else was fine. And people complained about having problems, problems that didn’t matter and wouldn’t tomorrow or ever again. And I just thought… Wow. Life doesn’t stop just because my world does. Strange I know, but I was probably 14. I would cry and I remember calling my grandpa because he’s religious and sometimes when I’m down I feel like the word of God will awaken my spirit or something. So he said to me, “there is this famous Beatles quote, ‘life goes on within you and without you.’” Sometimes when I’m sad I think about that and its impact. So let me rephrase all of this. I wasn’t sad. I was depressed. Sometimes when I just want to sleep all day I think about that. So life passed and I had an experience that changed me forever. I was happy. Happier than I’ve ever been. Happier than I probably ever will be. And I know that sometimes we remember things differently than they actually happened. We forget the bad things after awhile, and we hold onto the memories that make us FEEL… They are so dear to us. Looking at the pictures makes me feel. You know that song, “and our scars remind us that the past is real.” Well sometimes I’m afraid my life is a dream And I’ll wake up And none of this will be real. Sometimes I have to look back at pictures just to reassure myself my memories aren’t manufactured. For me, Pictures remind us that the past is real. And I’d like to live in those pictures forever. I know that life will go on but I can’t help but believe it will never be that amazing again And I’m afraid that most days I’ll just want to sleep. But everyone else will go on Without me.

quinta-feira, 30 de agosto de 2012

Quero não sentir medo. Quero me entregar mais, arriscar mais, amar mais. Viajar até cansar. Quero sair pelo mundo. Quero fins de semana de praia. Aproveitar os amigos e abraçá-los mais. Quero ver mais filmes, ler mais. Sair mais. Quero não me atrasar tanto, nem me preocupar tanto. Quero morar sozinha, quero ter momentos de paz. Sorrir mais, chorar menos e ajudar mais. Quero ser feliz, quero sossego. Quero me olhar mais. Tomar mais sol e mais banho de chuva. Preciso me concentrar mais, delirar mais. Não quero esperar mais. Quero fazer mais, suar mais, cantar mais e mais. Quero conhecer mais pessoas. Quero olhar para frente. Quero pedir menos desculpas, sentir menos culpa. Quero mais chão, pouco vão e mais bolinhas de sabão. Quero ousar mais. Experimentar mais. Quero menos ”mas”. Quero não sentir tanta saudade. Quero mais e tudo o mais. E o resto que venha se vier, ou tiver que vir, ou não venha.

 — Fernando Pessoa.

sexta-feira, 24 de agosto de 2012

“-Está com fome? - perguntou Rudy -Faminta - disse Liesel. - Por um livro.” — A Menina Que roubava Livros

quinta-feira, 23 de agosto de 2012

facebookices

Expliquem me qual é a diferença entre estar "numa relação aberta" ou serem cornudos alegres?

terça-feira, 14 de agosto de 2012


Sempre amei o Saber. Quando era menina, gostava de estar sozinha para pensar. Quando me perguntavam em que pensava, não sabia como responder. Como explicar às pessoas crescidas que olhava o céu e queria saber o que estava para lá dele? Ou que olhava uma árvore e me perguntava como teria ela surgido? As explicações que me davam de que tudo era vontade de Deus não eram suficientes.

Make me feel better


O sabor dos teus beijos. Uma boa conversa. Fluir. Abandonar-me na minha galáxia paralela. Perder-me entre a multidão de uma grande cidade. Sentir o frio da montanha. Respirar fundo. A pureza da amizade verdadeira. Falhar, errar e saber corrigir. Tocar-te. Conseguir desfrutar o presente de forma prolongada. Saber perdoar. Um banho em alto mar. Sentir-me minúscula na imensidão. Fazer-me gigante nas tuas carícias. Dormir no deserto. Contemplar a fogueira do teu corpo. Canalizar o medo. Rir até chorar. A luz e a escuridão. Viajar sem ter dia de regresso. Voltar a casa e…? Que dizes, juntamo-nos de novo?

quinta-feira, 26 de julho de 2012

"Até as torres mais altas começaram do chão."

sábado, 21 de julho de 2012

Oh the irony



Trancou-se dentro de si, pra evitar visitas indesejadas de sentimentos que lhe atrasariam o sossego do sono. Nada entrava. Nada saia. Morreu de frio por dentro. Batizou-se de neve, abrigou-se em um iceberg pra procurar andorinhas de verão. Morreu o sentido da vida, por se sufocar na própria ausência de calor humano, de alguém pra amar, pra cuidar, pra chamar de anjo.

quarta-feira, 18 de julho de 2012

Coisas do Facebook



Not sure if joking or just Dumb

sábado, 7 de julho de 2012

Morar num apartamentos deve ter lá as suas vantagens. Observar as pessoas de cima sabendo que elas não poderiam ver-me pode ser uma experiência interessante. A miséria social e quotidiana assume proporções quando são observadas com atenção. Imagino do quão patética pode parecer algumas atitudes ou situações se observadas de cima. Sendo assim, compreenderia mais porque Deus nunca mais se manifestou.

sexta-feira, 29 de junho de 2012

Demorou...

pra eu entender, mas agora já percebi que tenho muito a te agradecer. Obrigada pelo meio companheirismo, pela meia atenção, pelo meio carinho, pela meia paixão, Agora sou forte, sou completa e não me contento com meios homens. Contigo sentia-me uma estrela, agora eu sei que sou dona de uma constelação inteira. E não, eu não mudei. Eu descobri-me. E descobri-o.

quinta-feira, 28 de junho de 2012

Publicidades rídiculas #3

Coisas de mulheres dos anos 50.










Ai Jasus, se fosse comigo!!!!












sexta-feira, 22 de junho de 2012

quinta-feira, 21 de junho de 2012

"Like I give a shit what God thinks about me. He’d better be worried what I think about him. In all this cold, dead universe, we’re the only ones that know he exists. Without us, he's nothing. Now if you'll excuse me, I'm going to hell."


 Brian Kinney

domingo, 17 de junho de 2012

sábado, 16 de junho de 2012

Com o tempo, começas a perceber que para ser feliz, precisas de aprender a gostar de ti, a cuidar de ti e, principalmente, a gostar de quem também gosta de ti.

terça-feira, 12 de junho de 2012

I have never wanted to get married. I have never believed in love. And i certainly don't believe in love at first sight. But between our relationship and late night talks, i am so confused by how i'm starting to feel. I love you. But more than that, i want you to love me. It's enough for a marriage?

quarta-feira, 23 de maio de 2012

Olhares discretos, sorrisos parvos, abraços fortes, mensagens fofas de boa noite e bom dia, gestos simples e únicos, testamentos sentimentais, estados apaixonados, imagens pirosas, telefonemas tardios, corações derretidos e conquistados, beijos melosos, beijos de cortar a respiração, passeios sem rumo, conversas sem nexo, quem não gosta.

quarta-feira, 16 de maio de 2012

Não amadureces ao comemorar um aniversário. Amadureces ao chorar uma noite inteira e acordar a sorrir, ao cair e levantar sem que ninguém precise de te ajudar, quando te falam mal pelas costas e ignoras, no momento em que tudo parece não ter saída e ainda assim não dás uma de cobarde.

segunda-feira, 14 de maio de 2012

domingo, 6 de maio de 2012

Mãe...

Como posso imaginar a minha vida sem ti? A tua ausência é o meu mais profundo pesadelo, a dor mais cruel. Não consigo imaginar os meus dias sem saber como estás, como anda a tua saúde. Quero saber da tua rotina, porque preocupo-me em cuidar de ti, de saber se estás bem, se estás segura. Eu tento fazer de tudo pra te proteger de todo mal, e as vezes ainda me sinto insuficiente, por não poder fazer isso de perto. Na verdade, só te estou a escrever pra dizer que te amo, e agradecer-te pela vida que me destes. Alias, a tua vida já preencheu a minha, e não consigo mais imagina-la sem ti. Mãe! Eu amo-te!
Só existe uma mulher nas nossas vidas que nos da um ombro para chorar, que sorri ao nos vêr sorrir , que não nos trai ou engana, que nos ama verdadeiramente , que nos deseja o nosso maior sucesso em tudo na vida! Todas as palavras boas do mundo n chegam para traduzir , MÃE! Cada dia que passa mais lhe dou valor, cada dia que passa a Amo mais, isto é um amor verdadeiro! Um bom dia da Mãe , para todos!!

quarta-feira, 2 de maio de 2012

Malditas insonias!

Quem me dera ter tanto sono a noite como tenho de manha.

terça-feira, 24 de abril de 2012

Existem momentos na vida em que uma simples palavra errada gera um tsunami. E o pior é que debaixo d’água ninguém pode pedir socorro.

sábado, 21 de abril de 2012

De uns dias pra cá, tenho observado as pessoas que convivem comigo diariamente, e tenho me perguntado quantas delas estariam ali por consideração a mim, quantas delas estariam do meu lado sempre que eu precisasse, entre outras coisas, e a conclusão que cheguei não é das melhores, acho que é minha sina ter por perto pessoas oportunistas, interesseiras e sem nenhuma consideração às coisas que faço. Isso tem me entristecido, mesmo sabendo que pessoas verdadeiras hoje em dia estão cada vez mais escassas, o que é uma pena. tenho perdido a fé nas pessoas. O coração vai muito bem. Tenho também o amor da minha mãe e irmã, e de alguns poucos amigos, reais e virtuais, que sei que me admiram da maneira que eu sou, mas o resto...tem sido só resto mesmo. As pessoas cansam-me um bocado, espero não perder a paciência com alguma delas porque aí o barco desanda de vez. E a primeira a morrer...é a paciência.

quinta-feira, 19 de abril de 2012

O que se ouve por aqui

Talking to my dad is like bashing my head against a brick wall..... painful.


He was never there when I was little. I was ten when I finally had the courage to ask my mother, “why doesn’t my dad love me?” She had this look on her face. That look a parent has when they admit to you that Santa Clause is real only if you believe in him. She gave me a big hug, and told me that he loved me as much as he could, but he would always love himself the most. This is the day that I started to hate selfish people.

sábado, 7 de abril de 2012

quarta-feira, 4 de abril de 2012

Tem um assunto que me faz confusão e que mexe comigo. Não é que eu tenha qualquer interesse ou inclinação, mas é algo que me deixa curiosa. Bom, o assunto é o suicídio.
Há dias atrás o meu vizinho foi encontrado pela própia filha, enforcado na garagem. A filha tem cerca de 23 anos.
Eu tenho a completa noção que se trata de um tema complicado e que pode gerar várias opiniões distintas. Mas como o blog é meu, irei falar sobre o que penso disto tudo.
Existe um número enorme de pessoas que decidem pôr fim a vida, mas, o que faz um pai dizer a filha para ir comprar pão, para que assim fique sozinho em casa para se enforcar? Ele tinha a plena consciência que a filha ia voltar para casa. O que faz um pai querer que a própria família o encontre assim?
A diferença entre encontrar um ente querido morto e receber a notícia por outros é notória. Será que não havia outra forma de acabar com a vida?
A filha irá ficar com aquela imagem para sempre.
“Mas quem sou eu para julgar” dizem vocês. É a minha opinião. Não acho que seja culpa da pessoa, ou que quem faz isso seja egoísta, já que não pensa na família e blá blá blá. Quem toma uma atitude assim, acredito eu, está tão desesperado que só quer um ponto final. Mas…

Nenhum homem é uma ilha, nós não morremos sozinhos. Ninguém vai embora sem deixar marcas, marcas estas muito mais profundas do que as que ficam na pele de quem se fere. Marcas estas que não vão embora, e que serão lembradas em todos os aniversários em branco, todos os natais que já não terá toda a família reunida,….
Toda a gente já se sentiu sozinho. O problema é que estamos tão preocupados com a nossa própria solidão que esquecemos que o mundo está repleto de solitários porque todos estão dispostos a receber atenção, um abraço amigo, respeito, mas…. Ninguém está disposto a estender a mão. E nessa história toda de nos trancarmos no quarto esperando que alguém abra a porta e nos libere de nós mesmos. O mundo está repleto de pessoas que, assim como nós, também se fecham, também choram, também pedem silenciosamente por ajuda.

domingo, 1 de abril de 2012

segunda-feira, 26 de março de 2012

domingo, 25 de março de 2012

Constatação do dia #1

parece que virou moda ir morrer a lloret...

quarta-feira, 21 de março de 2012



Detesto as relações de hoje em dia.
Agora é: Facebook > Conhecer> Bater couro > Encontrar > Curtir > Namorar > Sexo > fartam-se> Acabam > Arranjam outro(a) num ápice.
As pessoas apaixonam se rápido e desapaixonam se com a mesma rapidez. A palavra ''Amo-te'' banalizou-se de tal forma, que se diz amo-te por tudo e por nada. Hoje em dia todo o ser humano, ama cerca de 100 pessoas.

As conversas entre amigas acabam com ''amo-te mana!'' mas falam mal por trás. Bom, o mundo está perdido... Ainda existem pessoas que pensam como eu?

domingo, 18 de março de 2012

Sou o tipo de pessoa que não guarda magoas, mas também não sofro de amnésia.

sexta-feira, 16 de março de 2012


"percebe que ela não vai pedir que a leves a passear porque está à espera que o faças de livre vontade. ela diz-te que não liga muito a prendas? bem, na verdade o que ela quer dizer é que as prendas não são importantes para ela a não ser que sejam dadas por ti e espera ansiosamente para que tomes essa atitude. ela adora quando lhe ligas de madugada e dizes que queres apenas ouvir a sua voz. na ve...rdade, ela fica completamente derretida. estremece cada vez que lhe dás um beijo no pescoço e sente que a respeitas cada vez que a beijas na testa. gosta de andar de mãos dadas, de abraços inesperados e declarações repentinas. sente-se especial quando a tratas por nomes doces e acha piada à tua maneira atrapalhada de dizeres que gostas dela. ela já escreveu inúmeras mensagens para ti, mas depois não teve coragem de as enviar. também já planeou de mil e uma maneiras a melhor forma para dizer o que sente mas faltam-lhe as palavras. ela ainda escolhe cuidadosamente a roupa que vai vestir no dia que está contigo e nesse dia acha sempre que nada lhe fica bem. cada vez que lhe tocas o seu coração dispara e ainda treme antes de se encontrar contigo. sonha contar estrelas contigo e tem esperança que tentes realizar aquilo que deseja. percebe que cada vez que está com ciúmes não te irá responder com mais de duas palavras e vai tentar ser o mais fria possível. entende também que apenas uma palavra irá bastar para o seu lado carinhoso voltar. sabes, ela adora o sorriso do teu olhar mas nunca te o disse. também nunca te disse o como adora o som da tua voz quando estás cansado e nunca te vai dizer o quanto odeia que a compares a outras mulheres. entende que as tuas mensagens matinais são a energia dela durante o dia e a tua última mensagem da noite é a motivação que precisa para mergulhar no mundo dos sonhos. ela não é a mulher perfeita, mas também não quer ser e também não quer que sejas o homem perfeito, antes pelo contrário. ela gosta dos teus defeitos, entende isso. as palavras que ela nunca te disse são aquelas que o seu coração ainda não está preparado para pronunciar. percebe que és a excepção, que a sinceridade das tuas palavras e a doçura do teu coração é o mundo dela e o teu, o vosso. e o que interessa o resto se o vosso mundo é tão feliz?"

terça-feira, 6 de março de 2012

Isto é com cada propaganda mais estúpida. Hoje temos sapos falantes a publicitar fiambre e desodorizantes masculinos que levanta a libido das mulheres. Mas por incrivel que pareça o marketing já esteve pior:




quarta-feira, 29 de fevereiro de 2012

Enfim...


Vou contar uma história verídica muito engraçada, que me esta a acontecer neste preciso momento. Pois bem…são 20:22 do dia 29 de Fevereiro de 2012, é uma quarta-feira e neste preciso momento estou em aula de Cultura e comunicação. Até agora nada de extraordinário certo? Bem…e se eu vos disse-se que enquanto alguns alunos estão nos seus respectivos computadores, o resto da turma está a assistir o jogo de futebol num retroprojector que o querido e gentil professor disponibilizou? Desengane-se quem pensa que algum aluno mais atrevido pediu o favor ao professor. Não…o professor simplesmente chegou a sala e montou a tenda, ligou o retroprojector, direccionou-o a parede e aí está, Portugal vs. Polónia. Agora digam-me como é possível tamanha lata e falta de respeito vindo de um professor da qual têm como função dar o exemplo para milhares de estudantes que estão a estudar para terem um trabalho digno e satisfatório. Que exemplo é este? Que ensinamento nos dá? Não…isto não é a primeira vez que acontece. Joga o Benfica á quarta-feira á noite? Meus amigos, é garantido que vamos assistir o jogo. Enquanto uns berram por justiça do árbitro outros tentam arduamente acabar o trabalho com boa nota.
Que direito têm este tipo de pessoas para se queixar do nosso país? Que direito têm este professor de se queixar do quanto o seu salário desceu nos últimos Anos? Ridículo. É completamente ridículo e frustante!

domingo, 26 de fevereiro de 2012

Shame on me.


A assistir este filme pela trigésima sexta vez....

Continuo a chorar no fim. Mais do que me orgulho....OH VERGONHAAA!

E eu que costumava gozar tanto com a minha irmã quando ela chorava ao assistir "Ponto de encontro".
É o karma meus amigos.
the reason most people hate silence is that they can't stand having their thoughts be the loudest thing in the room.

sexta-feira, 24 de fevereiro de 2012

Algumas pessoas precisam de TERAPIA = TER - A - PIA cheia de louça para lavar e deixar a vida dos outros em paz.

quarta-feira, 15 de fevereiro de 2012

Dear me,

You are a complete oxymoron.

You’re also a highly optimistic COMPLETE bitch with really sweet intentions and depressing pessimistic outlooks. You have so many goals in life and you really have a lot of potential. What I like about you is you never give up. It’s a blessing and a curse - but you aim for the furthest galaxy, not just the stars. And that is really admirable.

I’m glad you’ve learned to appreciate the things, and people, in your life. You used to be so nice and sweet and innocent! I don’t know what happened. But what the heck. At least you’re growing and learning and really being a good person lately. I’m proud of you. You know that I love you and your family terribly much. Keep up the good work!

Love, Ni

domingo, 12 de fevereiro de 2012

“É por isso que eu não conto às pessoas sobre nós. Elas não entendem e eu não sinto necessidade de explicar, simplesmente porque o meu coração sabe o quanto é real. Quando penso em ti, não posso evitar um sorriso, sabendo que me completas de alguma forma.”
— "Querido John", Nicholas Sparks

terça-feira, 17 de janeiro de 2012

domingo, 15 de janeiro de 2012

Às vezes pergunto me se te esqueces que sou diferente, pergunto-me qual é a dificuldade em dispor os pensamentos que tens de mim …ou a dificuldade de me dares um bom dia ou um boa noite, ou fazer a simples pergunta “porque estas a chorar?” como um Pai deve fazer; pergunto-me ainda se não seria mais fácil se tentasses viver no século actual e compreender-me nem que fosse um pouco. Farto-me de ouvir as mesmas coisas, de ter a infeliz noticia que para ti serei sempre uma criança de 10 anos, uma rapariga que nunca pode fazer as mesmas coisas que um jovem da minha idade “real”, que não tenho direito a opinar o que seja. Se o teu medo é que eu caia no mesmo erro que o outro podes ter a certeza que mais depressa o faço se isto continua assim. Gostaria, honestamente que reagisses de outro modo comigo e que me aproximasses de ti em vez de só me afastares. Que deixasses se ser esse cubo de gelo. Era importante que estivesses mais presente na minha vida e que não te influenciasses por outras pessoas pois elas não são nada na tua vida a comparar com a tua FAMÍLIA. Podes sempre comprar amigos…mas uma família como nos…nunca.

sexta-feira, 13 de janeiro de 2012

‎" Mulheres são como os gatos : fazem o que querem, desaparecem quando bem entendem e se tiverem vontade, são capazes de se sentar na tua cara sem cerimônia.

Homens são como cães: Se não tiverem coleira correm atrás de qualquer coisa que se mexa. Mas, quando bem domesticados, esperam-te o dia inteiro pra se atirarem aos teus pés e aguardam ansiosos para que chegue a hora de eles subirem para cama. " MUHAHAH

terça-feira, 3 de janeiro de 2012

Eu podia ou posso estar onde os outros estão, basta lutar para isso.

3 Desejos para 2012

-Entrar na faculdade e desta vez não me arrepender do curso que escolher.
-Ver a minha mãe a brilhar de felicidade.
-Que os meus pais sejam felizes....juntos ou separados.

E é tudo....

domingo, 1 de janeiro de 2012


Durante este ano apaixonei-me muito e com facilidade.
Chorei muito, umas vezes por felicidade, a maior parte por tristeza...
Descobri coisas que me fizeram desacreditar na vida.
Tive medo de me apaixonar, de me entregar e de me decepcionar. E isso aconteceu.
Perdoei algumas pessoas e pedi desculpa a outras.
Não foi um ano de sucessos, de amores eternos, de amizades eternas, surpresas boas e cafunés na cabeça.
Foi um ano de algumas mágoas e muitos pedacinhos do meu coração partidos.
Descobri a tamanha imperfeição que cada um guarda dentro de si, mas que mesmo assim cada um consegue ser encantador à sua maneira.
Mesmo com todas as pancadas, feridas e lágrimas guardadas no meu coração eu tenho a certeza de uma coisa: Há males que vêm para o bem.
Por isso faço dos meus males coisas boas, aprendo, cresço, fico ainda mais forte.
E obrigada a todos que estiveram do meu lado durante todo este ano, mesmo com o meu feitiozinho mais complicado do que sei lá o quê, eu sei que é, e admito.
Agradeço-vos do fundo do coração, por fazerem parte da minha vida e por todos os sorrisos sinceros que me arrancam, todos os dias.

Tenham um Bom 2012, e não se esqueçam do que realmente é importante para vocês!