quarta-feira, 2 de maio de 2012

Malditas insonias!

Quem me dera ter tanto sono a noite como tenho de manha.

Sem comentários: